ads

Destaque1
Destaque2

sábado, 23 de junho de 2018

Vai comprar um capacete? Conheça a Sharp




Sharp é um acrônimo para Safety Helmet Assessment and Rating Programme, um programa do governo britânico para testar a qualidade dos capacetes vendidos no Reino Unido.

Mas estamos no Brasil, o que isso importa? Bem, aqui a legislação exige que o capacete seja certificado pelo Inmetro, e sem querer entrar muito no mérito da qualidade dos testes efetuados, mas já entrando, o Grupo de Mecânica dos Sólidos e Impacto em Estruturas, da Universidade de São Paulo, enviou em 2015 uma amostra de capacetes fabricados no Brasil para serem testados pela Sharp, e o resultado foi que dois dos três capacetes nacionais receberam nota 0. Nem sequer poderiam ser vendidos na Europa.

Voltando para o Brasil, aqui temos a cultura de que quanto mais caro, melhor e mais seguro. Mas podemos ver que nem sempre isso é verdade, podemos analisar os testes da Sharp e ver que capacetes como o LS2 FF358, que custa  em média R$ 500,00, recebeu 4 estrelas no teste, enquanto o FF397 da mesma marca, e que custa R$ 1000,00, recebeu apenas 3 estrelas. Então em um universo enorme de variedades de marcas e modelos, o teste da Sharp pode ajudar na sua decisão, assim você pode comprar um capacete que ofereça o máximo de proteção sem ter de gastar os tufos!

Para consultar os testes, acesse https://sharp.dft.gov.uk/, e na área amarela do lado direito, Helmet Search, clique em Manufacturer e escolha o fabricante do capacete, depois clique Model e escolha o modelo. O box Type é pra escolher entre os modelos fechados e os escamoteáveis.

E falando sobre os escamoteáveis, a Sharp não considera para efeito de pontuação, o fato de o capacete abrir durante os testes, porém eles incluem no resultado a porcentagem de vezes que isso aconteceu nos diversos testes realizados, assim você pode ter uma noção do nível de proteção oferecido pela queixeira e fazer sua decisão.

Antes de finalizarmos, quero lembrá-los que nada é mais importante que um capacete com tamanho adequado à sua cabeça, e muito bem afivelado. Capacete grande vai sair da cabeça no impacto, e fivela mal ajustada também vai ter o mesmo efeito. Não adianta comprar um capacete de 3 mil reais que está folgado em você, e ainda deixar a fivela mal ajustada. Pior ainda é colocar capacete de adulto em uma criança. Na hora de comprar, afivele-o e balance sua cabeça vigorosamente para os lados,  pra cima e para baixo, se ele não "correr" está adequado. Lembre-se que com o tempo ele cede um pouco.

Nesta página aqui você pode conferir como os testes são feitos. Ela está toda em inglês, se preferir, basta ver o video abaixo traduzido.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário